Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

7 passos para impulsionar o marketing digital da farmácia

Num mundo cada vez mais global, é fundamental que as farmácias marquem presença online. Mantendo uma pegada digital ativa, atualizada e devidamente otimizada, a farmácia digital terá milhões de potenciais clientes à distância de um clique. E ao delinear os sete passos para impulsionar o marketing digital da farmácia, o sucesso estará ao virar da esquina.

Mais do que estar presente, é fulcral delinear objetivos antes criar a presença digital da sua farmácia. Segundo dados da DataReportal, publicados no Digital 2023: Portugal e referentes a janeiro de 2023, existiam em Portugal 8,73 milhões de utilizadores de Internet, correspondendo a uma taxa de penetração de 85,1%.

Nesse mesmo período, o número de utilizadores das redes sociais ascendia a 8,05 milhões de perfis, ou seja, o equivalente a 78,5% da população.

A pandemia confrontou-nos com uma nova realidade e um novo tipo de consumidor. Novos hábitos de consumo e necessidades. Novas exigências e conhecimentos sobre a forma como procurar informações sobre serviços e produtos, incluindo os de saúde e bem-estar! 

Desse modo, é cada vez mais determinante a presença digital das farmácias. Mas, com o desenvolvimento de um plano de comunicação e marketing, orientado para o seu público-alvo e para as personas pré-definidas. Porque ao socorrer-se de uma comunicação planeada e eficaz é possível aumentar a notoriedade, reputação e confiança na farmácia.

Acima de tudo, é obrigatório aproveitar as potencialidades das novas tecnologias de informação e comunicação, mas sempre promovendo a sinergia com as ferramentas tradicionais. Uma farmácia online, com presença otimizada para motores de busca e devidamente suportada por um investimento em Google e Meta Ads, estará com certeza na frente da concorrência.

Assim sendo, é cada vez mais determinante alavancar a sua presença online. Por isso, para crescer e se destacar entre a concorrência, vamos ajudá-lo a delinear os sete passos para impulsionar o Marketing Digital da farmácia.

Passo 1 – Crie um site profissional

Ao criar um site profissional está a munir-se de uma ferramenta de promoção muito valiosa e que lhe abre portas a milhões de potenciais clientes. Com um site profissional, otimizado e atualizado, a sua farmácia pode ser facilmente encontrada por pessoas que utilizam a Internet para procurar informações sobre produtos ou serviços que vende na farmácia.

Adicionalmente, um site profissional confere maior notoriedade e credibilidade ao seu estabelecimento, potenciando mais oportunidades de negócio. Sobretudo se a concorrência não estiver presente no digital ou mantiver uma presença pouco profissionalizada.

Por fim, a possibilidade de ter a farmácia aberta 24 horas por dia, 7 dias por semana, sem horários nem restrições, somente a um clique de distância. Porque sempre que um potencial cliente precisar de comprar um produto ou obter informações sobre o mesmo, a sua farmácia vai estar lá para o atender.

Passo 2 – Publique conteúdo relevante

Atenção: Se tiver a “porta aberta” 24 horas por dia, é fulcral que os clientes encontrem informações pertinentes e que vão ao encontro das suas necessidades. Através dos artigos de blogue, crie conteúdo relevante, útil e informativo para os potenciais clientes. Seja sobre as mais-valias de um determinado produto, dicas de saúde e bem-estar, seja informações sobre novos produtos ou tratamentos.

Evite duplicar conteúdos de outras páginas. A criação regular de conteúdo próprio irá aumentar a credibilidade e notoriedade da sua farmácia online e posicionar o seu site como uma referência (authority site) no setor. Quanto maior for a sua autoridade, maior a probabilidade de alcançar mais e melhores clientes.

Passo 3 – Otimize o seu site com técnicas de SEO

O correto recurso a técnicas de SEO (Search Engine Optimization em inglês), permite-lhe posicionar o site da sua farmácia como um dos principais resultados para os motores de busca, como Google, Bing e Yahoo. E quanto mais elevada for a classificação, melhor o posicionamento dos resultados das pesquisas orgânicas (sem anúncios) e maior a possibilidade de aumentar o número de visitas.

SEO envolve um conjunto de técnicas de melhoria do website, incluindo pesquisa de palavras-chave (keywords) relevantes para a sua marca, as quais devem ser relevantes e específicas para o propósito do seu site e para o nicho de público que pretende alcançar.

Adicionalmente, proceda à otimização das páginas. Os títulos e descrições devem sempre ter keywords relevantes e atraentes para os utilizadores. Devem igualmente ser descritivos e fornecer informações precisas sobre o conteúdo da página em questão.

Do mesmo modo, é importante trabalhar na melhoria da estrutura, para ser fácil e clara de navegar. Use uma arquitetura de informações que facilite o acesso às páginas do site, para que ele se torne mais intuitivo.

Além disso, procure gerar backlinks (ligações) de sites de alta qualidade e relevantes para o seu nicho. Este será um sinal importante para os motores de busca, pois reforça a autoridade do site da sua farmácia.

Muitos dos potenciais clientes utilizam o smartphone para aceder à Internet – cerca de 95,4% dos utilizadores de Internet em Portugal em janeiro de 2023. Tendo isso em conta, é de extrema importância que o seu site seja responsivo e adaptável a dispositivos móveis. Recorde-se que o Google favorece sites mobile responsive e que carreguem rapidamente.

Por fim, monitorize as métricas de desempenho do seu site. Entre elas, o tráfego, a taxa de rejeição e o tempo médio na página. Recorra a ferramentas de análise, como o Google Analytics, para identificar de que forma pode melhorar e ajustar a sua estratégia de SEO.

De qualquer modo, é importante que tenha em mente que o SEO é um processo contínuo e que, por vezes, os resultados podem levar algum tempo para aparecer.

Passo 4 – Google Profile: cartão de visita no Google

O Google é, de longe, o motor de busca mais usado a nível mundial. Em janeiro de 2023, de acordo com dados do Digital 2023: Global Overview Report, 92,92% dos utilizadores de Internet a nível mundial, ou seja, 4,70 mil milhões de pessoas em todo o mundo, usavam este motor de busca para as suas pesquisas do dia a dia.

Ora, se este é o motor mais usado, então a sua farmácia deve, desde logo, criar e manter atualizada o seu perfil de negócio no Google.

E o que contém, afinal, a ficha de empresa? Deve reunir as informações mais importantes da empresa. Desde a morada ao horário de funcionamento, contactos, URL do website, fotografias do espaço e produtos, logótipo da farmácia, história e identidade da empresa.

É igualmente importante que responda às perguntas de potenciais clientes com frequência, bem como deve dar resposta às mensagens diretas enviadas.

E, claro, aproveite para divulgar uma lista dos seus serviços bem como estimativas dos custos online para que os clientes tenham as informações necessárias para escolherem a sua farmácia.

Passo 5 – Defina a sua persona

A persona, ou avatar, é o cliente ideal da sua farmácia. Inevitavelmente a melhor forma de o definir é conhecer ao detalhe as pessoas que se dirigem à farmácia ou que fazem compras através do website.

Um dos métodos mais eficazes de recolher todas essas informações passa por criar fichas de clientes. Sempre o mais detalhadas possíveis, para obter informação significativa sobre cada uma das pessoas que faz compras na sua farmácia.

A criação de uma persona deve seguir um método, de forma a garantir que os resultados se aproximam verdadeiramente do seu cliente-tipo. Daí a importância de seguir os passos certos para definir a sua persona.

Assim sendo, é fundamental, desde logo, definir quais as características que o perfil deve incluir. Usualmente, podemos dividir as informações a recolher em obrigatórias e opcionais. Assim:

Informações Obrigatórias

  • Nome: Ajuda na identificação da pessoa e, sobretudo, a gerar empatia, criando uma sensação de conhecimento e familiaridade com o potencial cliente;
  • Idade: A idade do cliente permite contextualizar alguns comportamentos e formas de linguagem. E permite adaptar um discurso mais formal ou informal, consoante a faixa etária. Na comunicação digital é ainda possível perceber até que ponto a escrita pode ser menos informal e até recorrer a memes e emojis, por exemplo;
  • Personalidade: Os traços de personalidade ajudam a adaptar a interação com o cliente, de forma a potenciar as conversões. Saber se o cliente é mais extrovertido ou introvertido, consumidor de produtos naturais ou cosméticos, por exemplo, materialista ou poupado, aumentam a capacidade de converter abordagens em vendas;
  • Formação: Um cliente com formação académica superior será, tendencialmente, mais informado. Tal permite ao farmacêutico ou técnico de farmácia perceber se é necessário explicar mais ou menos as características do produto;
  • Necessidades: Estas são as principais preocupações do seu cliente, os problemas que têm de ser resolvidos com a ida à farmácia, por que é que aquele produto será o ideal para resolver o problema que motivou a sua ida ao seu estabelecimento;
  • Objetivos: Quais as metas que a sua persona pretende alcançar? Seja a nível pessoal ou profissional e como é que os produtos que vende podem ajudar a potenciar o sucesso.

Informações Opcionais

  • Redes sociais: Conhecer a pegada digital da sua persona é fulcral. Perceba de que modo deve construir a sua comunicação online e quais as redes em que deve e não deve apostar. Nomeadamente em termos de publicações patrocinadas;
  • Interesses: Os interesses de uma persona variam conforme os seus passatempos, as atividades que gosta de praticar, as séries que gosta de ver e os desportos que gosta de assistir. Ter uma noção dos interesses do seu cliente permitem-lhe ajustar a oferta e os produtos cujas vendas promove;
  • Estado civil: Saber se o seu cliente é casado, solteiro ou viúvo permite-lhe ajustar a aposta no cross selling. Se o seu cliente é casado ou está numa relação, o farmacêutico ou técnico de farmácia pode, por exemplo, sugerir a venda de um produto de cosmética para a esposa;
  • Residência: O local de residência pode ter implicações a nível cultural, social e até política, pelo que saber estas informações é importante para poder ajustar a produção de conteúdo online ou de propostas de vendas offline;
  • Marcas favoritas: Conhecer o valor sentimental que a sua persona dá a determinada marca, ajuda a farmácia na hora da conversão do contacto em venda. Se o cliente for fã de suplementos alimentares da marca X não será boa política comercial sugerir a venda de um produto de uma marca com menor notoriedade.

Passo 6 – Esteja presente nas redes sociais certas

Ponto de partida: Em Portugal existem 8,05 milhões de utilizadores de redes sociais, o que corresponde 78,5% da população. Contudo, se contabilizarmos apenas os portugueses com mais de 18 anos, a percentagem sobe para 90,6%.

A maioria dos portugueses usa as redes sociais para se conectar com amigos e familiares. E uma percentagem já muito interessante, cerca de 26% dos utilizadores, já procura conteúdos das marcas, empresas e, claro, influencers. Bem como produtos para adquirir.

Por essa razão, é fundamental identificar as personas da sua farmácia e os públicos-alvo que pretende alcançar. Com esta identificação feita, crie perfis nas redes sociais definidas como mais importantes e publique conteúdo de qualidade e regularmente.

O recurso à criação de Meta Ads é igualmente importante para ajudar na conversão de potenciais clientes. É que, através de anúncios de produtos que estão a procurar nas redes sociais, em particular no Facebook e Instagram, podem chegar à sua farmácia comunitária.

Uma das possibilidades, não apenas nas redes sociais, mas também no site, é a criação de anúncios com promoções ou cupões de desconto. Todas as pessoas gostam de um bom desconto ou de uma promoção. E este pode ser, precisamente, um gatilho para levar um potencial cliente para a sua farmácia online.

Passo 7 – A importância do e-mail marketing no marketing digital da farmácia

O e-mail marketing é uma estratégia de fortalecimento da conexão com os clientes da sua farmácia. Mas que deve ser usada com parcimónia.

Esta estratégia consiste no envio regular de e-mails para uma base de clientes para dar a conhecer novos produtos, serviços e outros conteúdos considerados relevantes. O envio pode ser feito para bases de dados muito extensas, permitindo assim, de forma simples e rápida, chegar a um elevado número de pessoas.

Ademais, se pretender, pode segmentar os envios em função dos interesses, género, idade ou localização dos seus clientes. Por outras palavras, mediante os produtos ou serviços que pretende divulgar, pode enviar o e-mail apenas para parte da sua base de dados.

Também por isso, é de extrema importância que a sua base de dados seja o mais completa possível quanto às informações que recolhe dos clientes.

Comparado com outras ações de marketing, o e-mail marketing é relativamente económico. Desde logo porque não necessita de investir dinheiro em campanhas de anúncios online. Mais ainda, com recurso a ferramentas de automação e distribuição, pode monitorizar as taxas de abertura e clique, as conversões e outros indicadores que permitem perceber a eficácia da campanha. Estes dados são fundamentais para otimizar envios futuros.

De igual maneira, pode programar envios específicos para determinados momentos. Desde alertas para o esquecimento de produtos no carrinho online até mensagens de aniversário dos clientes. Ou, ainda, para alertar para datas específicas, como o Natal, Dia dos Namorados, Dia da Mãe, Dia do Pai, Dia dos Avós ou Dia da Criança.

Vamos impulsionar o Marketing Digital da farmácia?

A maioria dos seus concorrentes já estão no mercado digital. Com site ou nas redes sociais. Se ainda não tem presença online, a sua farmácia já está a perder para a concorrência.

Neste artigo apresentamos-lhe de forma simples e clara sete conselhos para impulsionar o Marketing Digital da farmácia. Logo, agora já sabe que com recurso a ferramentas online, o Marketing Digital vai ajudar no mercado farmacêutico.

Aplicando uma estratégia de Marketing para a farmácia conseguirá promover produtos, marcas ou serviços, tal como gerar leads e consolidar a relação entre a farmácia e o cliente. Algo que é feito através de conteúdos preparados e pensados para atingir os fins definidos. Os quais podem ser potenciados com recurso a publicidade digital, redes sociais, e-mail marketing, análise de dados ou técnicas de SEO.

Quando desenvolvido por profissionais experientes, o Marketing Digital ajuda as marcas ou empresas a alcançar públicos mais amplos, mas também mais específicos. Alavancando o custo-benefício do investimento e aumentado a eficiência da comunicação.

Se, no fim destes sete passos para impulsionar o Marketing Digital da farmácia sentir que ainda não tem a certeza como deve fazer, não hesite. Contacte a Clínica Digital e diga-nos como o podemos ajudar. Teremos todo o prazer em apresentar-lhe uma proposta para alavancar a sua farmácia através do Marketing Digital.

Quanto mais tarde começar a impulsionar a presença digital da sua farmácia, mais terreno vai perder para a concorrência. Assim sendo, porque esperar para amanhã para dar um boost no marketing digital da farmácia?

Deixe o seu comentário

Aumente a sua visibilidade, alcance o sucesso e desenvolva estratégias!

Subscreva a nossa Newsletter
Entre em contacto connosco!

info@clinicadigital.pt


(351) 229 401 336
(Chamada para a rede fixa nacional)


(351) 939 371 001
(Chamada para rede móvel nacional)

Clínica Digital © {{2023}}. Todos os direitos reservados.

× Como podemos ser úteis?